quinta-feira, 28 de Janeiro de 2010

Jordânia


O futebol na Jordânia tem no Rei Abdullah II o fã número um. Nos últimos anos, o governo da Jordânia, por iniciativa por Rei, apoiou a construção de campos de futebol para os clubes da principal liga de futebol local, com o intuito de desenvolver, fomentar e profissionalizar o “desporto rei” no país.

Apesar de já se disputar um campeonato profissional no país, a Manasir Jordan Pro League, a selecção nacional ainda não conseguiu tirar proveito das melhorias verificadas no futebol jordano.

A Nashama nunca se apurou para a fase final de um Campeonato do Mundo e conta apenas com uma presença na fase final da Taça da Ásia. Na edição de 2004, sob a orientação do treinador egípcio Mahmoud El-Gohary, seleccionador do Egipto no Mundial 1990, a Jordânia estreou-se em competições internacionais, chegando aos quartos-de-final da prova organizada na China – a Nashama foi eliminada pelo Japão, no desempate por grandes penalidades. Esta prestação proporcionou à Jordânia a sua melhor classificação de sempre no ranking da FIFA. Em Agosto de 2004, a Jordânia ocupou o lugar 37 do ranking mundial, encontrando-se actualmente (Janeiro de 2010) na posição 111.

Mahmoud El-Gohary resignou ao cargo de seleccionador após falhar a qualificação para a Taça da Ásia de 2007, sucedendo-lhe Nelo Vingada que orientou a selecção durante a fase de qualificação para o Mundial 2010.

Mundial 2010: não qualificada. Na primeira ronda de qualificação da zona asiática, a Jordânia eliminou o Quirguistão. Após uma derrota por 2 a 0, em Bishkek, os jordanos igualaram a eliminatória no jogo em casa (vitória por 2 a 0), eliminando a selecção quirguiz no desempate por grandes penalidades (6 a 5). Na fase seguinte a Jordânia ficou isenta, colocando-se no grupo 3 da terceira ronda. Aí, Coreia do Sul e Coreia do Norte foram mais fortes, ficando nos lugares de apuramento para a fase seguinte, deixando a Jordânia no terceiro posto, com sete pontos, somente à frente do Turquemenistão. A Jordânia venceu os dois jogos perante o Turquemenistão, arrebatando ainda um empate em Seul.